sexta-feira

Está morta: podemos elogia-la à vontade

Seus olhos hipnóticos se tornaram um símbolo de ouro em Hollywood durante décadas, Taylor ficou conhecida mundialmente como uma das grandes divas da meca cinematográfica. Uma aura reforçada por uma vida pessoal turbulenta, muitas vezes exposta às câmeras e submetida a escrutínio publico. Famosos são seus vários casamentos e sua relação com o ator Richard Burton " o grande amor de sua vida" disse a atriz .
 Nos últimos anos reduziu suas aparições publicas, mas nunca desapareceu completamente, sempre em uma cadeira de rodas mantendo um excelente figurino, maquiagem e jóias de acordo com seu estilo e status de estrela.
 "Um coração enorme e generoso" segundo seus muitos amigos dentro e fora do cinema, o perfil de Taylor foi a solidariedade ativa até o final. Comemorou seu ativismo como lider de campanhas contra a AIDS, desde a morte do amigo Rock Hudson, também envolvida no trabalho de assistência contra a fome na Ásia e África.
Musa à prova de fogo, na quarta-feira do dia 23 de março o olhar da diva de "olhos violeta", foi extinto para sempre.

7 comentários:

carla abreu disse...

extintos para sempre, mas eternamente vivos. :~~

Aline disse...

Linda homenagem a eterna Dame Taylor!

Psique66 disse...

Adorei a homenagem. Eu peguei alguns links para o meu topico 'Elizabeth Taylor Collection' e coloquei no meu blog, espero que nao fique chateado comigo.
Tenho quase todos os filmes da Divina Greta Garbo, se quiser disponha. Bjs

disse...

Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog sobre cinema e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

Renata Barros disse...

Seu blog é simplesmente incrível! Parabéns pelo grande trabalho. Com tantas porcarias na internet, um blog com conteúdo é difícil de se encontrar. Parabéns.

Anônimo disse...

Essa blog salvou minha vida. Parabéns pelo excelente trabalho, Dioni. Obrigada pelos downloads.

Clê disse...

Dioni, vc teria o filme Amigas para sempre com Bete Midler?Se não me engano é de 1988.
agradeço